Busca

Onde ela está?

Estava aqui há pouco!

Já foi embora?

Acabou de chegar!

 

Por que sempre se vai?

Por que não fica de vez?

É sempre desejada! Tão bem recebida!

Mas uma fugidia irreparável!

 

Ela insiste em brincar de esconde-esconde.

Não se importa se imploramos sua volta.

Se sentimos saudades... Nem liga!

Indiferente à nossa busca, se esconde.

 

Se ela se esconde, é porque eu não soube cativá-la.

Mas aprenderei.

Vou mudar o olhar, mudar os hábitos...

Palavras bonitas escolherei.

 

Se eu fizer direitinho, ela não se esconderá!

Vou agradar do F até o E!

Serei FELIZ!

Não importa a cidade,

Tão pouco a idade!

Ah! Felicidade, ainda te merecerei!

                                                                                                                                                                  Colaboração Renata Boatto

Image