Eu vos declaro marido e mulher

Nesses últimos dias fui convidado para três casamentos. Num deles, celebrado por um pároco, que se declarou casado e pai de três filhos.
Casamento é a cerimônia que sempre me emociona - igual a funeral, nunca fico indiferente nessas ocasiões. Casamento é o começo de uma história. Funeral é o fim, para o falecido. Por muito tempo os parentes e amigos continuarão lembrando as façanhas do defunto.
Voltando ao pároco. Ele disse algo que me iluminou. Foi mais ou menos assim:
- Vocês sabem a diferença entre o casamento e o juntar-se? Sabem o que significa os noivos aqui, fazendo esta celebração? Quando o casal resolve juntar-se, ou amigar-se, eles não comunicam à sociedade. Os amigos são comunicados na rua, no trabalho, nos encontros fortuitos. O casamento sacramentado na igreja é diferente. O casal torna pública sua união. Amanhã ninguém perguntará a qualquer desses noivos sobre o estado civil deles. Eles convidaram a família e os amigos para declararem: - a partir de agora somos casados.
Achei lindo!
O outro casamento foi no estilo sertanejo. O padre Adão e sua comitiva, isso mesmo, comitiva, saem pelo Brasil fazendo casamentos musicados no estilo sertanejo. A primeira novidade é que o padre anuncia o início e o fim da cerimônia tocando um berrante que arrepia até a alma. Os cânticos e orações são adaptados para o ritmo sertanejo. Até o evangelho é lido em ritmo poético com uma viola ao fundo. Me incomodou o padre chamar os noivos de 'neocasados'; achei rebuscado demais. Afora isso, sabe aqueles casamentos que quando acabam ninguém quer arredar o pé do salão?
No último casamento o padre falou aos noivos umas verdades que se ouve apenas dos amigos:
- Se você não cuida da sua mulher o vizinho cresce o olho; se você não se diverte com seu filho, os marginais e a droga se apoderam dele.
Mas o que motivou este texto foi a mudança de postura da igreja. Não sei se é orientação do Vaticano ou foi esquecimento dos celebrantes. Em dois desses casamentos o celebrante encerrou a cerimônia sem dizer a grande e esperada frase: "Eu vos declaro marido e mulher".
Eu sempre gostei dessa frase. Após a entrada da noiva, ela é o momento que mais me emociona. Não ouvi-la deixa-me a sensação de cerimônia inacabada.